Stay Strong...

 

 Gostaria de saber o que eu fiz pra merecer tudo isso. Eu aprendi a me manter reservada e ponderada diante de problemas. Eu não falo, não me intrometo, não faço nada. A única coisa que pedi, uma coisinha de nada, não foi levada em consideração.

 

Alguns pisam sobre sentimentos de verdade e não medem o ato com destreza. Planejam o que querem, não dão chances de viver a própria vida, não pensam que amanhã a tempestade pode vir enfurecida, não conseguem mastigar e engolir o orgulho.

 

Estou cansada de ser a vilã. Já tentei não ligar, mas não consigo. Não me sinto tão forte e menos ainda completamente madura. Eu sei que tudo é superável, a vida continua, mas os níveis de dificuldades variam bastante. Espero que um dia saibam voltar para rever as falhas e se esforcem para tampar os buracos pela estrada.

 

Com as mãos atadas, não posso fazer mais nada. Tudo o que eu tinha foi cortado pela raiz para que as ramificações não ultrapassassem a maldita cerca que foi imposta. Se meu pedido fosse realizado, certamente não existiriam tantos problemas.

 

Preciso parar de pensar no que me prende e criar coragem para deixar tudo como todo mundo quer. Só espero que meu coração continue aberto e que todas as situações possam ser modificadas com atos dignos.

 

Hoje, começa meu inferno astral. Falta exatamente um mês para o meu aniversário.



Injetado por Take Care! às 18h41
[ ] [ envie esta mensagem ]



Se tudo parecia nada, ainda assim...

 

Desde domingo quase não saio da cama. Peguei uma virose horrível. Febre, garganta inflamada, gripe, dores no corpo. Por incrível que pareça, mal liguei o computador.

 

Preciso contar do medo que anda perturbando a minha mãe. É até engraçado, mas ela, evangélica, morre de medo de fantasmas. E se sente mais segura dormindo comigo, pois meu pai vira de lado e não quer sabe de nada, simplesmente, apaga. Ou seja, ela aproveitou esses dias de virose, de noites mal dormidas pra dormir comigo. Quando eu conseguia pegar no sono, ela me acordava. Só dormia mesmo, depois que eu perdia o sono. Não sei explicar e aposto que nem a própria sabe, mas ela gosta de dormir com alguém acordado ao lado dela. Posso com isso?

 

Eu também queria falar que, pra variar, quebrei a cara. É, de novo. Alguma coisa sempre me disse que mais cedo ou mais tarde, aconteceria algo. Eu não acreditava, pois era uma pessoa que gostava, mas sempre sabendo que não acrescentaria nada em minha vida. Engraçado isso. Enfim, inventou coisas que não disse, questionou minha graduação, meu talento e ainda fez a coisa que mais odeio no mundo: cara de deboche. Pra mim, isso tudo é inveja, pode parecer clichê, mas ando numa fase muito boa da minha vida. Não a melhor, mas está boa. Uma pessoa esnobe que depende dos outros para tudo, inclusive para dinheiro, com uma vidinha medíocre, nas mentiras inventadas, que se satisfaz com uma falsa felicidade. Quero bem longe da minha vida. Estressei, curei, passou e pronto. Como já disse, vaso ruim quebra sim e estou virando a melhor amiga do super-bonder.

 

Depois volto, prometo. Ainda estou com dores no corpo, espirrando toda hora. Minha cama está aqui do lado, me esperando, convidativa na sua horizontalidade, enquanto ouço Paralamas e olho para o monitor tentado navegar por alguns minutinhos.



Injetado por Take Care! às 11h04
[ ] [ envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]
 
Take Care




Ana Flávia. Jornalista. Não sou uma pessoa interessante, muito menos apaixonante. Sou grossa e às vezes estúpida. Ao contrário do que possa parecer, eu não sou ranzinza. Sou alegre. Gosto de ser exclusiva. Um pouco possessiva. Sou meio Bridget Jones. Pouquíssimas pessoas me entendem. Muitos amigos. Alguns desafetos. Faço amizade com certa facilidade. Me decepciono muito fácil com as pessoas. Adoro escrever. Adoro maquiagem. Tenho dez cachorros (Pit, Nina, Colin, Lola, Fofão, Mini, Pipito, Filhote, Deise e Rick). Amo os meus e todos os cães do mundo. Morro de medo de perder as pessoas que amo. Adoro ler. Leio bula de remédio, rótulo de qualquer coisa. Gosto de dormir e não gosto que desrespeitem meu sono. Eu gosto de dirigir com chuva. Geralmente amo muito mais do que devo. Vou de um extremo a outro com muita facilidade. Não gosto do orgulho das pessoas e muito menos do meu. Tenho TPM. Não gosto de gatos, nem de pombas. Odeio que me cutuquem. Adoro ar condicionado e ventilador. Cerveja com limão e sal. Adoro falar bobagens. Sou muito inconstante. Espero as coisas virem a mim. Muito raramente sou determinada. Eu falo alto. Amo fotografia. Adoro fazer aniversário. Detesto, com todas as minhas forças, andar a pé. Tenho muita alergia. Pouquíssimas pessoas me surpreendem. Às vezes sou influenciável. Preciso que as pessoas tenham paciência comigo. Tenho uma imaginação pra lá de fértil. Não gosto de decepcionar as pessoas. Uma lata de leite condensado me faz muito feliz.




Meu humor



Histórico
07/03/2010 a 13/03/2010
27/12/2009 a 02/01/2010
25/10/2009 a 31/10/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
16/08/2009 a 22/08/2009
09/08/2009 a 15/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
31/12/2006 a 06/01/2007
24/12/2006 a 30/12/2006
17/12/2006 a 23/12/2006
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Museu das Bonecas
 Impossible
 Fina Flor
 O Livro dos Dias
 Pedro Freire
 Ouça Bem
 Tito Blog
 Landinho
 Elane Rebello
 quem matou a tangerina?