Na boa? Brincadeira e paciência têm limite.

 

Parece que a educação tomou o primeiro avião e decidiu morar no Japão, viu. Sexta-feira passada chamei alguns amigos para tomarem uma cerveja aqui em casa, despedida de férias, sabe como é. Subimos para o meu quarto, onde têm uma sacada enorme e com certeza, caberiam umas 20 pessoas. Eu e meu irmão agilizamos umas mesas, cadeiras, isopor, gelo, tudo certinho para uma noite perfeita. Papo vai, papo vem, risadas à beça, etc. Tava tudo super legal (e olha que nem estou levando em consideração o vizinho que queria caçar encrenca).

 

Quando foi umas cinco da manhã, resolvo ir dormir e nessa, to só vendo a movimentação no meu banheiro. Quando, de repente, ouço um barulho enorme! Um amigo meu que estava aqui vira e fala ‘Nossa, acho que quebraram o box do banheiro’. Levantei correndo e tinham derrubado TODA a minha maquiagem que estava lá (sempre bem organizadinhas). Quem me conhece, sabe que meu quarto tem decoração própria, sei onde está tudo, que morro de ciúmes das minhas coisas e que, principalmente, odeio que mexam sem pedir.

 

Ok, voltando à bagunça, já comecei a reclamar, falando que queria tudo arrumado e que se tivesse estragado alguma coisa, com certeza, iriam pagar. Não sei se essas pessoas ficaram zangadas e pra falar BEM a verdade, eu quero que se danem. Foram arrumar correndo, mas nunca ficaria do meu gosto, tudo bem, deixei passar até porquê o sono não me deixava pensar em mais nada. Quando acordo, umas onze da manhã, vou ao banheiro escovar os dentes e vejo que destruíram mesmo. O meu perfume de banheiro, que ficava pregado na parede, estava jogado no chão, quebraram o registro de água e o banheiro estava transbordando, ainda tinha muita maquiagem no chão, entre outros.

 

Para que contar tudo isso? Para dizer que a menina que trabalha aqui em casa não é obrigada a limpar vômito de ninguém, nem a bagunça que fizeram. Não estou falando de todos que estavam aqui, até pq muitas pessoas são e sempre serão bem vindas na minha casa, no meu quarto e na minha sacada. Posso ofender, posso magoar, mas como disse anteriormente, eu quero que vocês se danem. Podem ter certeza, que se eu estivesse na casa de algum de vocês, eu nunca faria isso e que, se fizesse, me fariam pagar a empregada e o pedreiro (que está aqui tentando arrumar o registro quebrado). Sabe por que? Pq amigo de verdade, não confude amizade com liberdade indevida. Eu não preciso de amizades assim.

 

E ah, para finalizar, não adianta vir falar que estou sendo dramática ou coisa e tal. Eu queria ver se fosse no quarto ou no banheiro de vocês. Coisa que sei que nunca vai acontecer, pq ninguém é tão besta quanto eu, de chamar e considerar algumas pessoas como amigas. Alias, podem até falar que sou dramática, estou pouco me importando com o que VOCÊS acham. Cuspo em cima mesmo.



Injetado por Take Care! às 12h29
[ ] [ envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]
 
Take Care




Ana Flávia. Jornalista. Não sou uma pessoa interessante, muito menos apaixonante. Sou grossa e às vezes estúpida. Ao contrário do que possa parecer, eu não sou ranzinza. Sou alegre. Gosto de ser exclusiva. Um pouco possessiva. Sou meio Bridget Jones. Pouquíssimas pessoas me entendem. Muitos amigos. Alguns desafetos. Faço amizade com certa facilidade. Me decepciono muito fácil com as pessoas. Adoro escrever. Adoro maquiagem. Tenho dez cachorros (Pit, Nina, Colin, Lola, Fofão, Mini, Pipito, Filhote, Deise e Rick). Amo os meus e todos os cães do mundo. Morro de medo de perder as pessoas que amo. Adoro ler. Leio bula de remédio, rótulo de qualquer coisa. Gosto de dormir e não gosto que desrespeitem meu sono. Eu gosto de dirigir com chuva. Geralmente amo muito mais do que devo. Vou de um extremo a outro com muita facilidade. Não gosto do orgulho das pessoas e muito menos do meu. Tenho TPM. Não gosto de gatos, nem de pombas. Odeio que me cutuquem. Adoro ar condicionado e ventilador. Cerveja com limão e sal. Adoro falar bobagens. Sou muito inconstante. Espero as coisas virem a mim. Muito raramente sou determinada. Eu falo alto. Amo fotografia. Adoro fazer aniversário. Detesto, com todas as minhas forças, andar a pé. Tenho muita alergia. Pouquíssimas pessoas me surpreendem. Às vezes sou influenciável. Preciso que as pessoas tenham paciência comigo. Tenho uma imaginação pra lá de fértil. Não gosto de decepcionar as pessoas. Uma lata de leite condensado me faz muito feliz.




Meu humor



Histórico
07/03/2010 a 13/03/2010
27/12/2009 a 02/01/2010
25/10/2009 a 31/10/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
16/08/2009 a 22/08/2009
09/08/2009 a 15/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
31/12/2006 a 06/01/2007
24/12/2006 a 30/12/2006
17/12/2006 a 23/12/2006
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Museu das Bonecas
 Impossible
 Fina Flor
 O Livro dos Dias
 Pedro Freire
 Ouça Bem
 Tito Blog
 Landinho
 Elane Rebello
 quem matou a tangerina?